Fp: Rosie Valentine

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fp: Rosie Valentine

Mensagem por Rosie Valentine em Qui Out 17, 2013 1:35 am

Dados On


► Nome:  Rosie Valentine
► Idade:  19
► Local de Nascimento:  Siena- Itália
► Onde Reside:  New York - EUA
► Grupo: Bruxos
► Filiação:  Judith Valentine e Rômulo Valentine ( falecido)
► Photoplayer:  Toni Garrn


► Personalidade



Duvido muito que qualquer pessoa poderia facilmente entender tudo sobre minha personalidade, mas a única maneira de encontrar alguém digno o bastante para ao menos tentar entender o que eu sou, seria demonstrando ao menos uma parte de mim. Pois bem, não sou como a maioria das pessoas e me orgulho de dizer isso, afinal de que poderia valer uma vida, uma pessoa e uma mente que se iguala à desprezível maioria?
Então sim, sou orgulhosa, exigente, perfeccionista e com quem resolve provocar meu pior lado, arrogante. Mas não se engane, apesar da minha sinceridade extrema que alguns entendem como "ausência de papas na língua", não sou uma pessoa ruim. Mas se quer saber um pouco mais sobre meu outro lado, sou uma apreciadora das artes, de todos os tipos, principalmente artes cênicas. . Sendo assim, além de uma perfeita artista, pode ser uma perfeita atriz. Então nunca se sabe quando posso ser uma ótima mentirosa ou uma sincera extrema.
Aliás, acho que não comentei que tenho uma atração incomum pelo perigo e pela aventura, o que pode me colocar em situações complicadas às vezes, mas nada que boa aparência e lábia não possam resolver. Sim, eu me acho linda até demais. Mas apesar de todo esse meu jeito "venenosa" de ser, o que mais valorizo além de mim mesma, é o amor. Realmente parece estranho, admito, uma moça orgulhosa, vaidosa e perigosa que no fundo não quer nem valoriza nada como o amor. Então, mesmo com tudo sobre mim que você pode imaginar e se tiver sorte, ver, não duvide de que é o amor que me move. Então, não duvide de que por aqueles que amo eu estarei pronta para fazer qualquer coisa, sem medir limites, inclusive acabar com a vida de qualquer um que tente machucá-los.  


► Físico

Rosie, é uma mulher maravilhosa mas que a beleza é um convite a morte aos tolos e anencéfalos.  Sua beleza é um misto entre o clássico e o sexy. Ela possui uma excelente forma física, sem gordura em seu corpo e com massa muscular desenvolvida mas nada em excesso, porem, bem feminina e sexy. Seus movimentos são sempre delicados e femininos . Seu corpo tem uma beleza clássica extrema e uma beleza convida quem estiver perto. Ela é extremamente vaidosa . Adornos  são sua idiossincrasia.


► História



Nascida e criada em Siena, Itália, Rosie foi para Oklahoma, tendo como companhia minha mãe, Morgana e os diversos caipiras e caipirinhas da pequena cidade que não se viam capazes de ao menos entender certas palavras ou atitudes minhas, coisa que é comum acontecer para certas pessoas simplórias até hoje, mas acredite, Oklahoma era absurdamente pior que qualquer outra cidade que já visitei. Eu costumava e ainda costumo dizer que naquela cidade existem apenas dois tipos de pessoas, as idiotas demais para perceber que podem ir embora, e as atoladas demais para ao menos se mover. Eu nunca me encaixei em nenhuma das duas categorias, portanto não perderia meu tempo presa naquela cidade.
Mas apesar de tudo, não foi esse o principal motivo de minha saída, foi... outra coisa. A minha diferenciação da maioria das pessoas não vem somente pelo meu natural nível elevado, boa aparência ou talento artístico, mas de algo muito mais complexo que isso... Eu sou uma bruxa, e tenho poderes inimagináveis.
Não é difícil de imaginar qual seria a reação das pessoas de uma cidade como aquela quando ao menos suspeitassem disso. Mas o pior não foi saber que aquele bando de regredidos me reprovaria, o pior foi presenciar minha própria mãe me rejeitando por descobrir quem eu era, lembro até hoje do vermelho em seus olhos pela raiva que sentia enquanto amaldiçoava meu pai, que eu nunca conheci, por ter feito com que o problema dele continuasse em mim. Até hoje não tenho certeza se sua atitude foi altruísta ou egoísta, afinal nem eu mesmo sabia o que estava acontecendo comigo quando meus poderes se manifestaram, coisas ruins aconteciam involuntariamente a todos que me irritavam. E minha mãe simplesmente me expulsou de casa, dando-me apenas dinheiro o bastante para viajar para algum lugar distante, nem queria saber onde. Só mais tarde eu soube que uma grande multidão de malucos religiosos atacou a nossa casa, o que foi muito depois de minha partida, mas minha mãe não sobreviveu.
Já eu, com pouco dinheiro e uma mala pequena de roupas, peguei o primeiro ônibus de viagem para Nova York, a cidade com que sempre sonhei. Chegando lá, vivi na rua por um certo período de tempo, até conseguir um pequeno emprego numa pizzaria (parece clichê, admito) e após um certo período de tempo, o dono me ofereceu o quarto dos fundos do lugar como moradia até que eu me estabelecesse. Foi quando, de repente, me veio a notícia.
Apesar de insatisfeita eu estava sobrevivendo, e estava independente, em um lugar de mentes abertas e portas para o sucesso, sabia que seria apenas uma questão de tempo até que aparecesse a oportunidade para que eu chegasse ao auge, só não imaginava que seria tão repentino. De uma hora para outra, um homem de aparência formal e expressão séria adentrou na loja e me chamou para imediatamente visitar o banco central de Nova York. Ao apertar sua mão eu pude ver, ele me trazia algo incrível, e mesmo sendo demitido por abandonar meu turno na metade para acompanhar um estranho, não me importei, meu instinto nunca havia falhado antes e não seria agora que me decepcionaria.
Lá ele me mostrou um cofre, e permitiu que eu entrasse sozinha. E dentro desse cofre, estava a mudança mais forte de minha vida.  Haviam muitas coisas lá, estatuetas, amuletos, pedras preciosas, e uma maleta cheia de dinheiro. Mas o melhor estava no final, sob um pedestal estava um livro enorme, capa de couro preto, de pedras azuis reluzentes, aquilo me atraiu como um ímã a centímetros de uma geladeira de puro aço. Me aproximei um pouco mais, ele cintilava mesmo sem muitas fontes de luz dentro daquele cofre e, ao tocá-lo, uma visão tomou conta de mim, mais forte do que qualquer coisa que havia sentido antes.
Senti como se estivesse submersa no mais puro dos oceanos, e como se todas as ondas, correntes marinhas, chuvas e qualquer outro tipo de água, estivesse em pura harmonia comigo. E por fim o mais forte, senti uma presença incrivelmente poderosa ao tocá-lo, que, acompanhando o ritmo em que a minha ligação com os poderes do livro se tornavam mais fortes, ia desaparecendo. Aquela presença foi o que encontrei de mais semelhante a mim em toda a minha vida, e só pude senti-la naquele momento.
O agente bancário disse que tudo aquilo pertencia a mim, inclusive um luxuoso imóvel na área nobre da cidade e uma boa quantia em dinheiro para que pudesse me manter. Tudo aquilo me havia sido deixado pelo meu verdadeiro pai, Rômulo Valentine, cujo sobrenome eu só havia passado a utilizar naquele momento por ver que ele sim me daria orgulho de alguma coisa que eu poderia chamar de "família". Em menos de dois meses eu estava estabelecida em meu novo apartamento, praticando magia com o grimório de meu pai . Nada poderia estar melhor em minha vida, enquanto eu me mantinha com o dinheiro de alguns estágios e bicos nos teatros da Broadway, apenas esperava as novas aventuras que eu podia sentir que ainda vinham ao meu encontro.




Dados Off


► Nome: Thayane
►Idade: 19
►Contato:  Skype, facebook
►Outros Personagens: Não tenho

avatar
Rosie Valentine

Mensagens : 1
Data de inscrição : 17/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fp: Rosie Valentine

Mensagem por The Player em Qui Out 17, 2013 8:40 pm

avatar
The Player
Staff
Staff

Mensagens : 41
Data de inscrição : 10/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum